Publicidade
 Produtos Pet por estado
 Produtos Pet por cidade
Produtos Pet em Anamã Produtos Pet em Atalaia do Norte Produtos Pet em Barreirinha Produtos Pet em Boa Vista do Ramos Produtos Pet em Canutama Produtos Pet em Careiro da Várzea Produtos Pet em Envira Produtos Pet em Guajará Produtos Pet em Iranduba Produtos Pet em Itapiranga Produtos Pet em Lábrea Produtos Pet em Manicoré Produtos Pet em Nhamundá Produtos Pet em Nova Olinda do Norte Produtos Pet em Parintins Produtos Pet em Rio Preto da Eva Produtos Pet em Santo Antônio do Içá Produtos Pet em São Paulo de Olivença Produtos Pet em Tapauá Produtos Pet em Uarini Produtos Pet em Alvarães Produtos Pet em Amaturá Produtos Pet em Anori Produtos Pet em Apuí Produtos Pet em Autazes Produtos Pet em Barcelos Produtos Pet em Benjamin Constant Produtos Pet em Beruri Produtos Pet em Boca do Acre Produtos Pet em Borba Produtos Pet em Caapiranga Produtos Pet em Carauari Produtos Pet em Careiro Produtos Pet em Coari Produtos Pet em Codajás Produtos Pet em Eirunepé Produtos Pet em Fonte Boa Produtos Pet em Humaitá Produtos Pet em Ipixuna Produtos Pet em Itacoatiara Produtos Pet em Itamarati Produtos Pet em Japurá Produtos Pet em Juruá Produtos Pet em Jutaí Produtos Pet em Manacapuru Produtos Pet em Manaquiri Produtos Pet em Maraã Produtos Pet em Maués Produtos Pet em Manaus Produtos Pet em Novo Airão Produtos Pet em Novo Aripuanã Produtos Pet em Pauini Produtos Pet em Presidente Figueiredo Produtos Pet em Santa Isabel do Rio Negro Produtos Pet em São Gabriel da Cachoeira Produtos Pet em São Sebastião do Uatumã Produtos Pet em Silves Produtos Pet em Tabatinga Produtos Pet em Tefé Produtos Pet em Tonantins Produtos Pet em Urucará Produtos Pet em Urucurituba

 
Você está vendo Produtos Pet em boca do acre

Veja Também:
Notícias Agrícolas

Facebook


Produtos Pet na cidade de boca do acre no Amazonas.


Foram encontrados 0 anúncio‎s. Clique no menu ao lado para consultar Produtos Pet em outra região.



<< Voltar Avançar >>
Página 1 de 1



Produtos Pet em boca do acre-AM

Detalhes sobre a cidade de Boca do Acre

A cidade de Boca do Acre nasceu na confluência dos rios Acre e Purus. Em 3 de fevereiro de 1878 aportou na região o navio Anajás, de propriedade da Companhia de Navegação do Rio Amazonas, sob o comando do piloto Carepa, sendo o chefe da expedição o cComendador João Gabriel de Carvalho e Melo, vindo com o mesmo 56 cearenses, um amazonense, um paraense, um piauiense e um português.

O comendador João Gabriel de Carvalho e Melo, cearense que já havia adquirido fortuna na exploração da borracha, nos seringais do Baixo Purus, veio explorar as terras onde está situado hoje o município de Boca do Acre, até então desconhecidas. O comendador e seus companheiros localizaram-se em diversos pontos do território que hoje constitui o município. No local onde se acha situada a cidade, localizou-se Alexandre de Oliveira Lima, cognominado o Barão de Boca do Acre, o qual explorou grande área de terras. Na localidade de Vila de Floriano Peixoto (ex-Antimari), onde foi primitivamente a sede do município, localizaram-se Antônio Escolástico de Carvalho e Firmino Alves dos Santos. A região era então habitada pelos índios apurinãs, jamamadis, catukinas, jumas, palmaris e mamoais.

Em 22.10.1890, pelo Decreto Estadual nº 67, são criados município e comarca, com a denominação de Antimarí. Em 10.04.1891, pela Lei nº 95, foi criada a comarca do município. Em 28.01.1895 pela Lei Estadual nº 110, são extintos o município e a comarca. Em 15.05.1897, pela Lei Estadual nº 166, ambos são restabelecidos, mas com nova denominação: Floriano Peixoto, verificando-se a sua reinstalação a 1º de agosto do mesmo ano. Em 18.09.1902, pela Lei Municipal nº 8, é criado o distrito de Boca do Acre. Em 05.11.1921, pela Lei Estadual nº 1.126, é suprimida novamente a Comarca de Floriano Peixoto. Em 04.01.1926, pela Lei Estadual nº 1.233, é restaurada Comarca de Floriano Peixoto. Em 02.05.1934, pelo Ato nº 3.462, a sede do município é transferida para o distrito Boca do Acre, que recebeu a categoria de vila Em 31.03.1938, pelo Decreto-Lei Estadual nº 68, o município de Floriano Peixoto passa a denominar-se Santa Maria da Boca do Acre. Em virtude do Decreto-Lei nº 176, de 1º de Dezembro do mesmo ano, que fixou o quadro territorial do Estado em 1943, o município e o Distrito de Santa Maria da Boca do Acre passaram a denominar-se simplesmente Boca do Acre

Localizado em terras baixas, as circunstâncias naturais obrigaram o então governador do Estado Cel. Valter de Andrade, à transferir a sede do município para o Platô do Piquiá, com alusão a uma nova cidade, que se chamaria de Valterlândia em homenagem a seu fundador.

Na década de 70, o município atravessou uma fase de grandes transformações: populacional e econômica. A corrida por novas terras, poderia ser para os que viam só sul, sudeste e centro-oeste, um novo eldorado. O Banco do Brasil se instalou no município, oferecendo a realização dos sonhos da produção. A exploração da castanha e da borracha, em decadência, mas ainda viva, se misturava ao embalo financeiro, trazido pelos investimentos dos novos habitantes.



Mais detalhes sobre Boca do Acre
Consulte abaixo as categorias divididas por estado

Atendimento Online Pet 90